musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - BUEIRO LIMPO 2 (PART. HAIKAISS, CORTESIADACASA E ZRM) - COSTA GOLD - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Bueiro Limpo 2 (part. Haikaiss, CortesiaDaCasa e ZRM) letra


[Nog]
Recebi uma ligação do Spi
Pra cumprir a missão de pegar o mic e cuspir isso aqui
Nunca pensei que eu fui eleito na história
Nem jogo no game do rap pra fazer um feito de glória
E uns falam que eu só tento ser foda
Que eu só me enalteço de cobre
Que eu só semeio discorde
Eu odeio esses nóia!
O fato de eu não ser preto, incomoda
E se eu gritar que eu sou o rap, bater no peito te prova?
Não tô pra catar e fotografar os peito de xota
Teu bolso cheio de nota, o respeito me importa
E conforta um cigarro solto pra bronquite
Me dá uns beat, no apetite do Lobo de Wall Street
Tô louco de palpite
Se pá que o olho claro traz boy bobo que é chato
E faz mulher ter fogo no rabo, mas
Respeita o morro que é forte e sobe
Não tô pra deboche e nem pego o mic pra ser fantoche

[Spinardi]
Ei, camarada, cê viu que arrumou nada
Não arruma nada!
Sou braço que encara a disputa como na bala disparada
Repare a levada bruta, tu sente a fisgada em cada
Damassa na praça é granada!
Ei, camarada, dispensa a neurose
Um brinde é o que eu tenho de pose
Inclusive minha tosse
Quero uma dança no baile com a morte
Amigo, não subestime, que a vida é regime
A mesma te entrega e tira sua manada
Mas não dá nada, tô acordado!
Minha alma rebelde segue, o coração segue gelado
Congelado do lado, passo o recado
Eu sei que eu sou complicado
Essa rima é pra tu dormir com a punchline no rabo
Nem pro seu protesto, sua farsa verbal
E o problema foi esquecido no final do Estadual
Mas eu não esqueço não, menino
Meu país falindo e é comodo pra você por a culpa no nordestino
Será destino enfrentar suas leis?
Não me esqueço quem construiu a terra nobre dos reis
Não tem babação de ovo, olha eu de novo na resenha
Veja, povo nordestino, eu me ajoelho perante a vocês
Um, dois, faltou feijão com arroz!
Que eu vi, mas, olha aqui
Enquanto eu faço versos, seu governo ri
Estufa o peito, mostra a cara, segue a rima que não para
Aqui se faz só que se paga ali, se paga ali

[Tangi]
Fale o que quiser
Se é sobre mim, vou deixar tu se enganar
Mente pronta, põe na ponta
Quantas vezes você disse que não tinha como chegar?
Penso agora em quantos foram e quem ficou pra trás
Sua mente foi quem falhou
Agora chora por que o tempo não volta mais

[Flip]
Os valores se inverteram
Tá tudo errado, carai!
Eu salvo o mundo mas não ajudo nem minha mãe, nem meu pai
Herói do rap, o que minha arte imita
Tudo que irrita ou deixa minha mãe aflita
Eu me iludi com cada gole de uísque barato
O que me sobra agora é um fígado estragado
Acelerado, eu pisei fundo até torcer os cabo
E na roleta russa passei pelo semáforo
Da Cruzeiro do Sul até a Avenida do Estado
Uma navalha no trânsito de São Paulo
Loucão, loucão, capotei o carro
E percebi que a minha vida tava ao contrario

[Febem]
Esquecido como os índios
Pra você esse rap tá marcado como o 11 de Setembro ficará
Nascido no hospício que cê nunca quis entrar
Escrevendo a rima que nem o surdo quer escutar
Não tá fácil pra ninguém, tá pior pra mim!
Se pá apagou a luz do túnel, mano, que chegou no fim
Se falta revolução quando o assunto é nova escola, vai lá
Compra uma Glock e vê o que cê desenrola
Porque aqui não tem escola, criança vai pra tanca
Alfaiate pra medir, vende almoço e compra janta
Quem não deve tá leve, quem deve tá assustado
No reflexo do primeiro mundo em um espelho quebrado

Costa Gold - Letras

©2003 - 2018 - musicas.mus.br