musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - DIRETO AOS ASSUNTOS - COSTA GOLD - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Direto aos Assuntos letra


Eu dou um cheque na proposta
Focado no som maloca e foda
Sabendo a responsa monstra que esses dois já porta
E costa encosta... Não, nem pra descansar
É pedra na bota caleja a cabeça
Focada da trinca gringa Costa Gold (uuhl)
Gold the world, beladona e Nog no fuck the most
Mode... (uuhl) A tio vê se me poupe
Fala que eu to começando novato é você
Que nunca soube fazer, nunca soube aprender
Minha postura na vida nem sempre correta me deixa e permite ser
Feitiços de entorpecentes rodeiam a visão sã
Do mago lado a lado ao farto cargo em Azkaban
Banzai lá vai acompanhado daquilo que atrasa
Mas não apaga além da fumaça da queima da baga acostumada na praça
Porco fardado na caça para e não passa perto da casa
Tá na procura de algo maior, algo pior, mais do que brasa na calça
Escapa da pala swing, da bala ruim
Produção de anfetamina Costa Gold a Palestinian
Chamam de democracia e cortam membros de Sampa
Uganda, costa ameaçada igual Ruanda
Assassino mental, natural born killer
Se eu não sou macaco velho então gorila
Direto aos assuntos desce 3 tequila
Destila Costa Gold a Costa Rica
My nigga drugs drug dealer
Mercado diferente não ceder por 5 pila
Correndo em tempo full revivendo old school
Gold Costa ta pro Nog igual Sabota e Zona Sul

A minha família é meu apoio, rota que cambaleia
Tropa da WW, frota é o comboio
Cota decidida doido, destreza
Na opção de defesa nossa é só ficar de olho
Esse trampo não é fácil mas se meu mínimo é um palácio
Qualquer movimento atira e mete o loco
Na nossa área, nas áreas são várias, mil regras, fi
Descumpriu azeda o molho, há
Só põe na mala pouca palha é suficiente para que eles grudem nas suas veias
Meus verso é peso pesado e ultimamente tem alimentado falador da vida alheia
Me traga uma taça de vinho, 20 gramas de haxixe e um manjar da santa ceia
Santo compasso por passo passo a mensagem, viagem dessa porra causa nó na orelha
Dinheiro pra mim é pouco, eu quero ter reconhecimento
Dinheiro pra mim é louco
Peso de ser um escroto, eu manjo
E decepcionar sua família atrasar o lado dos outros
Eu já senti na própria pele, não interfere meu caminho que o Predella ta de volta
Hoje amadurecido, muito bem decidido, picadilha de bandido
Mão e pé na porta ai, é foco pra não ter derrota
Deixa falar, lugar de verme sempre foi na bota
Eu faço rap, rap noite e dia
Pratico flow desigual, sou filho da alquimia
Varias track eu distribuo poesia, sem hesitar
Ia dar certo eu já sabia mas hip hop
Não se assemelha a fazer hit pop
Sem tempo pra perder dando remédio pra xarope

A tropeçar dos galopes
Por enquanto o ibope
Não é a mesma rinha entre Robin Woods e Robocops
Só a sinopse dessa cena que importa
Vendo vermes fracos cantando rimas que já não portam
A informação mais necessária
Quer espaço nessa porra?
Não conte com reforma agrária
De forma imaginaria planejei
Acompanhar o planejamento é mais real do que pensei
Não me conformei com merra
Sentença que nós "enterra"
Mira varias buzinada na minha fonte logo erra
Ser insignificante merda que cachorro que cachorro enterra
Só fortalece meu psico pra vencer na fria guerra
Boca de velha que só quer afundar
Usando dom da palavra pros irmão desanda
Mas ta tranquilo sei que a rua vai cobrar
Ser humano na essência evita de abdicar.

Costa Gold - Letras

©2003 - 2017 - musicas.mus.br