musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - MAIORIDADE PENAL - COSTA GOLD - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Maioridade Penal letra


[Nog]
E ele era só mais um moleque
Pronto pra desandar e quando a vida foi testar, caiu

Mas era só mais um moleque
Certo pra só errar
Enquanto a cabeça tem que aguentar, subiu

Desde pequeno o menino ia vendo que no veneno
O ódio escorrendo no rosto sedento dentro de si

E ia sabendo que mesmo querendo a mãe compreendendo
Marrento marido tormento só pensando em fugir

Embriagado e bebendo
Atormentado e violento
Incentivado sabendo que os 2 iam descobrir

E a mãe só chora e caminha
Esperançosa e sozinha
Virou fofoca na vila
As vizinha queria ri

Ele sabia que era osso
Tinha 15 anos nas costas
A mãe tava passando sufoco
E ela pensava que o pai tava fora

Mas ele bebendo voltava bem torto, louco
Pra deixar a mulher com o olho roxo
Ele falava que ela se importava com a vida dos outros

Mas ela sabia que a família já caia
E o moleque na agonia não tinha o que fazer

Ele tentava se espelhava
Se orgulhava e aguardava
Só o momento de crescer

Mas aconteceu uma trash
Viu o pai dele com uma pu..
E deu pra ouvir ele falar
"Sua safada, vem me chu... "

Olhares se cruzaram e divergiram
E apenas dois olhares de milhares que haviam
E vulgares paladares perguntaram e sorriram
"você conhece esse moleque? "
Eu nunca vi esse neguinho

[Predella]
E a partir daquele momento
Desprezado, mal tratado, abandonado
Sem reconhecimento do próprio pai
Contar pra mãe não podia
Sabia que ela choraria
Seria como um ataque de crime, então ele sai

De casa ele tromba o parça
Que o parça põe fumaça na praça
O carro, uma loiraça no banco de trás

Ele na depressão, bom menino
Trabalhava, namorava e estudava
Agora não estuda mais
A voz do mal fala mais, faz a proposta o rapaz
Larga de mão seu caráter
Que eu tenho um negócio que lucram bem mais

Já tava sem sentido, juízo
Meio indeciso, procurava
E não achava motivos pra dar pra trás

Logo ele se envolve
E flanela e o revolver
Suor no corpo dissolve
De medo
Muita atenção!

"Criado a leite com pêra, casa na beira da praia
Mamãezinha e mamadeira"
Imagine com a arma na mão!

Portando o b. o
De loque
Tava função pra levar pro 'mocó'
Virando na esquina da volta
Buzina policia na casa onde pegou menor

Enquanto ele corria sem querer
Tropecaria e atiraria e não queria que o final fosse
Um só

[Nog]
E ai como é que fica
Se o crime organizado nasce dentro do presídio
E é vício a falta dessa educação

[Predella]
O sistema não explica
Por que botar corrente em gente grande
E adolescente no mesmo lugar - conspiração"

Costa Gold - Letras

©2003 - 2017 - musicas.mus.br